Flagra de atropelamento envolvendo uma criança na Rodovia Dutra

94-noticiapopular-atropelamento-rodovia-dutra-crianca-enchente-alagamento
2452 0

Um homem flagrou com o seu celular, o momento em que o garoto de 12 anos foi atropelado enquanto brincava com os amigos em um ponto de alagamento à beira da Rodovia Presidente Dutra no Rio de Janeiro, na altura o Jardim América.

Segundos antes do incidente, um outro garoto conseguiu escapar por muito pouco de um outro carro.

A mãe de Julio Cezar da Silva Salles, de 12 anos, disse, na manhã desta quarta-feira, que seu filho está em coma. Jaqueline da Silva Menezes tem ficado ao lado do garoto no Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte do Rio, desde que ele foi atropelado, na última segunda-feira.

94-noticiapopular-atropelamento-rodovia-dutra-crianca-enchente-alagamento-03

O menino brincava com um grupo de outras crianças, que se arriscavam no meio dos carros na Rodovia Presidente Dutra, para pegar impulso e se jogarem numa poça de água, quando foi atingido por um carro.
– No corpo do meu filho não há ferimento algum. Foi só a pancada na cabeça mesmo. Ele sofreu um traumatismo craniano que, segundo os médicos, está no grau mais grave – disse ela, nesta quarta.

Jaqueline lembrou os momentos que antecederam o atropelamento. Segundo ela, Julio havia saído mais cedo da escola e disse para a mãe que ia jogar bola num campinho perto de casa, na comunidade Beira Rio, como faz todos os dias:

– Acho que ele se juntou com mais cinco ou sete coleguinhas e foram para lá (a poça d’água formada às margens da Dutra).

Julio está internado em estado grave Julio está internado em estado grave Foto: Reprodução do Facebook
A mãe recordou ainda o momento em que foi avisada sobre o que acontecera com o menino.

– Eu estava em casa com minha filhinha de 2 anos quando soube. Senti que ia desmaiar. Mas Deus me deu força e cheguei ao local do acidente. Meu filho já estava na ambulância. Fui atrás no carro de um vizinho. E estou ao lado dele desde então – contou.

94-noticiapopular-atropelamento-rodovia-dutra-crianca-enchente-alagamento-04-julio-cesar-silvaO local onde o menino ia brincar quando foi atropelado O local onde o menino ia brincar quando foi atropelado Foto: Rafael Moraes / Extra
A mãe disse que não culpa ninguém pela tragédia:

– Não culpo o motorista. Tenho plena consciência de que meu filho não deveria estar naquele local.

O motorista Alex da Silva Menezes, de 36 anos, tio de Julio, passou pelo local cerca de cinco minutos após o acidente. Ele disse que já havia alertado o sobrinho anteriormente.

– Na nossa comunidade não tem opção de lazer. Então, as crianças fazem aquela água suja de piscina. Eu já tinha passado com meu sobrinho por lá e visto meninos se jogando na poça. Eu perguntei para ele: “Você também faz isso?”. E ele respondeu: “Não, tio. Tá maluco?”. Mas sabe como é criança, né? – contou o motorista.

Alex, na porta do hospital onde o sobrinho está internado Alex, na porta do hospital onde o sobrinho está internado Foto: Rafael Moraes / Extra
Segundo ele, a água acumulada no local é fruto de uma obra feita pela Concessionária CCR Nova Dutra:

– Fizeram uma ampliação da ponte, que gerou aquilo ali. A água fica empoçada dias, meses. E eu lamento dizer que pode acontecer uma tragédia novamente, a qualquer momento. No fim de semana, por exemplo, se fizer sol, as crianças vão voltar a mergulhar ali.

Procurada, a Secretaria estadual de Saúde confirmou que o estado de saúde de Julio é grave.
O vídeo abaixo contém cenas fortes:

In this article

Join the Conversation